arquistudante,

Viver ou Fazer Arquitetura - Confissões de uma Arquistudante

domingo, junho 19, 2016 Imperio Das series e livros 5 Comments


Maquete Casa Pátio; Junho 2016 - PS. sou péssima nisso
E ai meus amores, tudo bem? É um papo diferente esse de hoje não é? Estou sem tempo pra ler, para atualizar as séries, para assistir muitos filmes, até mesmo de tirar boas fotos, então o jeito é desabafar com vocês. Antes de me julgar pelo acabamento da maquete e pela etiqueta ali em baixo da minha casa em balanço, saiba que eu  ainda vou melhorar, ainda tenho 7 semestres para melhorar isso até o fim do curso. Agora... Será que arquitetura é mesmo fácil como dizem? 


Se tem uma coisa que dói mais ouvir é a famosa frase "Arquiteto é o Engenheiro frustrado" mas tem  outras como: "Não foi macho o suficiente pra passar em cálculo em Engenharia e foi fazer Arquitetura". Não é nem pelo machisto exposta nessa frase, mas sim pelo fato de desvalorizarem tanto essa profissão. 

Sobre o curso:
Duração: 5 anos - 10 semestres
Em que pode se especializar - trabalhar: Arquitetura de interiores; Arquitetura Industrial; Comunicação Visual; Paisagismo; Edificação e Construção; Luminotécnica; Restauro de Edifício; Urbanismo; Fotógrafo; Arquitetura Estrutural; Topógrafo; Design de móveis;
Sempre sonhei com arquitetura, mas era ingênua como muitos e achava que seria moleza, mas dai você percebe que não é oque parece. Você não entra pro curso aprendendo a usar AutoCAD ou SketchUP, você começa aprendendo traços da lapiseira, desenho de sombras, perspectivas, tudo no papel, como os antigos para depois você saber como passar tudo para o computador. Não é tão fácil quanto parece. Muitas noites sem dormir; Muitos dias com dor no pulso;  Maquete, bons anos para aperfeiçoar e as pessoas ainda acham que maquete é só na impressora 3D (Que aliás, invensão maravilhosa, mas tem que aprender muito antes de usa-la). Não é tão fácil quanto parece. Muitos dedos e unhas cortadas com as laminas afiadas do estilete; Muitos dedos colados; Muito dinheiro gasto com materiais; Muita sujeira espalhada pela mesa que antes era usada pra jantar, hoje é usada pra maquete; O desenho muda o traço, quando antes você desenhava tudo perfeitinho, agora você tem dois modos de desenhar, o desenho artístico com mão livre; sem régua; com sombras; E o desenho técinico, com régua; esquadros; lapiseira 0,3 0,5 0,7 0,9; sem um errinho ou linhas meio tortas; tudo nas normas ABNT; Quando antes pra você desenhar uma arvôre era só colocar lá um tronco e fazer uns enroladinhos em forma de circulo em cima, uma balança e uma corujinha no tronco, agora elas tem duas formas de desenhar, meros rabiscos como uma forma artistica de observação, ou traços bem feitos. Quando antes você passava por uma árvore ou uma flor sem ao menos saber o nome dela, agora você sabe o nome cientifico, popular, se é meia sombra ou sol pleno, se é perene, quantos metros ela pode chegar e elas nunca mais passam dispercebidas por vocês - e acredite, muitas vezes é julgada como estranha por observar demais as arbóreas, herbáceas, forração, arbustos, arbustivas e trepadeiras; Quando antes pra você a sexta, sábado e domingo eram para sair com amigos ou fazer maratonas de séries ou até mesmo terminar aquele livro que está na sua cabeceira, agora eles servem para terminar projeto, e maquetes; Quando antes você se irritava com os professores do ensino médio que davam muitas provas para uma semana só, agora você deixa de comer, dormir, lavar o cabelo, fazer as unhas, passar uma maquiagem ou até mesmo conversar com alguém para conseguir dar conta dos mil trabalhos para uma semana só; Quando antes pra você passear por São Paulo era só um passeio, agora você sabe nome de todos os edificios, o arquiteto, em que época da arquitetura foi construída;

A verdade que o curso arquitetura e urbanismo tem uma imagem para os outros muito errada,  como se fossem apenas desenhos, mas na verdade somos obrigados a saber normas técnicas de construções, abnt e cálculo de escadas, abnt e cálculo de rampas, abnt para portadores de necessidades, estudar insolação, ventilação, acústica do lugar. Terraplanagem. Medidas mínimas em cada cômodo. Técnica de materiais. Estruturas. E com tudo isso e um pouco mais, estava outro dia pensando quando finalmente terminei meu projeto final desse semestre e cheguei a uma pergunta: Viver ou fazer arquitetura? As vezes eu penso em desistir; não dou conta; fico estressada; minho com raiva; mas dai eu trego um trabalho, respiro e vejo o quanto valeu a pena e  lembro o quanto amo isso e que qualquer curso é difício. Tem que amar muito oque faz. E apesar de eu ver todos meus amigos de sala reclamarem das professoras de projeto, as que mais gosto são as mais sinceras. Elas mudam nosso projeto até o último minuto ates da entrega, mas eles são como nossos clientes, eles não vão amar a casa de primeira, e que bom que não! Quanto mais a gente muda, mais a gente aperfeiçoa.  As vezes me irrito, isso é verdade. Principalmente quando sua professora de projeto é diferente da de paisagismo, porque sempre a de projeto vai querer botar o dedo no seu paisagismo --' 

Enfim, eu espero que você, fazendo ou não o curso, entenda oque eu quis dizer e que tenha gostado desse pequeno desabafo. Eu queria fazer mais postagens como essa aqui no blog, pois como já foi dito, fazer arquitetura ou viver baby, ler livro pra fazer resenha? só nas férias. Atualizar as séries? só se for fazendo maquete (não vou mentir, as séries que menos preciso prestar atenção eu assisti enquanto desenhava, como Um maluco no pedaço - todas as temporadas; Modern Family - as últimas duas; Jane the Virgin - a segunda temporada; Life in Pieces; e até TVD e The Originals eu consegui assistir enquanto fazia, mas confesso que essas duas eu mais assistia do que fazia o trabalho). Assistir filmes? só nos feriados prolongados. Então quanto menos conteúdo para resenhas tenho pra fazer, mais disso posso trazer. E estou pensando até em trazer amigos pra desabafar também. Me falem aqui se seria legal, se seria bem vindo mais conteúdo como esse. E se você fez, faz, ou gastaria de fazer arquitetura, me diga oque achou, se gosta do curso ou não, quais os perrenques que já passou e suas dúvidas sobre o curso. Mas calma, ainda vão ter resenhas, prometo pra vocês que nas férias vou me esforçar ao máximo para ler bastante pra fazer mais conteúdos pro Império. E temos também nossa linda Stella traz conteúdos muito bons de músicas, as séries que assiste, e vamos ver se ela não traz algo mais "íntimo" pra compartilhar também.  Pra quem vai ter férias nesse mês de junho/julho, boas férias e pra quem não, bom trabalho/estudos. 

You Might Also Like

5 comentários:

  1. Super apoio mais conteúdos assim <3
    Não desista nunca, Isa...
    É uma profissão incrível.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Stella, é muito bom ter seu apoio s2

      Excluir
  2. "Antes de me julgar pelo acabamento da maquete" você tá brincando? Maravilhosa.

    Nossa tem gente que não tem noção do quanto os comentários são m#erdas, mas não ligue não. Agrande arquiteta será você.

    haha Que legal, a cidade sobre um outro olhar (me lembrei de 500 dias com ela).

    Tempo é complicado mesmo. Mas tem que sempre conseguir atualizar a gente. Afinal, amamos suas postagens.

    Que legal a proposta Isa. Faz sim. Põe fotos de projetos deles também. :)

    Beijos Isa. E boas aulas <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha que linda você, e pode creer que tem gente que não faz ideia do quanto as vezes os comentários machucam, e quando os comentários vem de pessoas que você admira, acaba contigo ):
      Ana 500 dias com ela é um filme que em tudo que é livro ou site que fala de arquitetura indica esse filme como um filme sobre o tema, apesar de tudo,todos meus amigos da faculdade concordam com o fato! Se identificam mais que tudo com o personagem e com os pensamentos dele sobre o tema. Preciso assistir pra ver se dessa vez eu consigo gostar pois apesar de tudo, não foi um filme que me conquistou ):
      E pode deixar, com certeza quero mante-los atualizado, mesmo que demore um pouco sabe que sempre apareço. Beijos Ana, e pode deixar que haverá mais sobre o tema aqui.

      Excluir