Cassandra Clare,

Resenha: Dama da Meia-Noite - Os Artifícios Das Trevas - Vol. 1

sexta-feira, abril 22, 2016 Imperio Das series e livros 10 Comments


Enfim, consegui concluir mais uma leitura, e dessa vez o tão aguardado primeiro livro da nova série de shadowhunters da Cassandra Clare, Dama da Meia-Noite (originalmente titulado com Lady Midnight). O livro foi publicado dia 8 de março nos EUA e como sou uma pessoa que não consegue esperar pra comprar, fiz download e comecei a leitura já no dia 9 de março, e tenho muita coisa pra falar sobre esse livro. Então vamos lá.



Sinopse: Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada. O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro – mas eles nunca podem se apaixonar. Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança – e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas … antes que o assassino coloque eles na mira. Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais – e ela pode suportar saber a verdade?
[AVISO JÁ QUE: SE VOCÊ NÃO LEU CIDADE DO FOGO CELESTIAL, PODE NÃO SER UMA BOA COISA LER A PARTIR DE AGORA, CASO NÃO QUEIRA ALGUM SPOILER]
Ok... a sinopse já diz tudo, mas vamos relembrar algumas coisas. No final da outra série de livros da autora, Os Instrumentos Mortais em Cidade do Fogo Celestial conhecemos Emma Casrtairs e a familia Blackthorn, onde acabam envolvidos na guerra sombria deixando tanto Emma quanto os Blackthorns orfãos. Emma nunca acreditou que seus pais tenham sido mortos por causa da guerra sombria, então nunca deixou de procurar quem foi realmente o assassino de seus pais. Vamos lembrar aqui que em Cidade do Fogo Celestial ela tinha apenas 12 anos, e agora aos 17 anos, as coisas estão um pouco mais complicadas para ela. Ela está sentindo algo pelo seu parabatai, Julian Blackthorn, mas como já sabem, não é nada bom se apaixonar pelo parabatai. Então pra dar aquela explicação geral,o livro se passa em Los Angeles, na busca de quem relmente matou os pais de Emma e o motivo de que parabatais não podem namorar. Agora vamos analisar tudo devagar.

O livro se inicia com Emma procurando pistas de uma morte que ocorrera do mesmo jeito que a de seus pais. Nisso você conhece três personagens novos, Christina a nova amiga de Emma, Jhonny Rook e Kit seu filho. Logo quando descobrem que há coisas de fadas envolvidas nos assassinatos - lembrando que após  guerra sombria, teve o acordo de paz fria ( não lembro como era em português, mas traduzindo ao pé da letra, é paz fria) não podem mais estar metidos em coisas com as fadas, é contra a lei já que as fadas foram "banidas" então o povo fada vem a eles com um acordo, eles emprestam Mark Blackthorn de volta pra eles por duas semanas, se eles encontrassem o assassino Mark teria o direito de escolher ficar com a familia ou voltar para a caçada selvagem, caso contrário, ele teria que voltar pra caçada sem escolha alguma. Pois bem, mas o buraco e mais fundo que pensamos, Mark ficou 5 anos na caçada e não se sente mais um caçador de sombras, não se sente mais da família e está dividido entre os dois "mundos", então você fica o livro inteiro sofrendo com a dúvida se ele vai ficar com a familia ou voltar. Eles contém bastante ajuda nessa investigação escondida da CLAVE, como Magnus Bane (que senhor, como amo esse meu Bane <3) o alto feiticeiro de Brooklyn e Malcoln Fade o alto feiticeiro de Los Angeles.


[AQUI EU FALO UM POUCO SOBRE CADA PERSONAGEM, É CLARO QUE SE QUISER PULAR ESSE TEXTO TODO... SE SINTA A VONTADE]
Os personagens, foi tão bom ver o quanto a Cassandra Clare amadureceu em seus personagens. Em Os Instrumentos Mortais vemos personagens da faixa dos 16 anos, todos envolvidos com problemas de romance e a revelação de um novo mundo para Clary e Simon. Já em As Peças Infernais já temos personagens mais maduros, mas ainda todo aquele drama de um mundo novo. Mas em Os Artifícios das Trevas temos crianças, literalmente, crianças. Mas nós ja conhecemos os shadowhunters, então esse livro não foca em alguém conhecemcendo esse mundo mas sim em apresentar novas criaturas. e O FATO deles serem criança, eles agem como tal! Mas todos são muito complexos. Por isso Cassandra Clare me surpreendeu tanto; Octavian Blackthorn, o caçula (Tavvy), vamos conversar sobre esse menino, sou completamente apaixonada por ele, mas desde Cidade do Fogo Celestial tenho a impressão de que exageram demaisna hora de"criar" ele, em Cidade do Fogo Celestial, ele tinha 2 anos, ficava sempre no berço, sempre no colo, tinha que ser uma guerra pra sentar ele no colo pra comer comida... eu achava que ele tinha 9 meses, até que eu li novamente o livro e descobri que ele tinha 2 anos! Em Dama da Meia-Noite não é diferente aos 7 anos ele ainda fica no colo 90% do tempo.  Mas se você ignorar o fato dele ser assim, você se apaixona porque ele vive como uma criança mesmo, onde age como tal - talvez como uma menor mas isso  a gente culpa o Julian por não conseguir desapegar de seu bebê (risos). e SE LIGUE EM TUDO QUE ELE FAZ, OUVE, FALA, ele foi o segundo ponto chave para a história desenrolar. Depois dele vem Drusilla Blackthorn, a sonhadora Dru. Aos 13 anos, ainda é muito grudada ao Tavvy, quem leu Cidade do Fogo Celestial, lembra daquela menininha de 7 anos pra la e pra cá carregando um bebezão de 2 anos, ou de mãos dadas a ele, pois é, não mudou nada, ela ainda está sempre cuidando dele, mas ela é complexa com o corpo, se sente meio que... como toda garota da idade dela, que não se encaixa, que é feia, não vai conseguir achar um principe encantado... mas na batalha, ela não se deixa se assustar e ela vai pegar uma espada e matar quem for se for pra proteger quem ela ama. Logo vemos os gêmeos, Livia Blackthorn, a protetora Livvy de 15 anos quer mais que tudo ser parabatai do irmão gêmeio, até porque oque ela mais quer é cuidar dele, sempre, proteger ele das pessoas que não o compreende. E Tiberius Blackthorn que ai sim entra a parte que mais amei nesse livro, a autora conseguir trazer os sentimentos, as emoções de um autista. Ty como conhecido, é um autista, e desde que conheci ele, percebi o jeito dele nunca querer contato visual, de as vezes perder o controle e a única a te acalmar ser a sua irmã gêmea, e nesse livro vemos mais como o fato de toda sexta ter que ter um tipo de refeição, já que ele não suporta mudança de rotina, as vezes quando algo o encomoda, ele coloca seu fone de ouvido e se fecha em seu mundo, e ele é extremamente apaixonante! Como eu amo esse garoto! Sonho dele é ser detetive como o Sherlock Holmes, e dai já vemos no que ele é bom né? Chave principal pra esse mistério, mas tem também muita coisa envolvida por trás da história dele que ainda tem que desenrolar, como por exemplo, os outros shadowhunters não poder saber sobre o autismo, atpe porque caçadores de sombras,não podem ser "imperfeitos" não é mesmo? Mas disso falo depois. Agora, Julian Blackthorn, meu Jules, como pode se identificar tanto com um personagem? aos 17 anos ele só deseja uma coisa, duas pra ser bem exata, poder contar a Emma que é apaixonado por ela e poder ser apenas o irmão mais velho e não, o pai de seus irmãos mais novos. Mark Blackthorn  que eu creio ter uns 22, não sabe mais em que mundo pertennce, as fadas ou os caçadores de sombras? E Cristina Rosales que alguma coisa esconde sobre Perfect Diego e seu passado.

Nesse livro a gente vê o quão Humanos eles ainda são, lá no fundo ignorando o sangue de anjo, eles não estão livres nem de autismo, alzheimer, alucinaçoes, câncer... vêmos o quão humanos eles ainda são, e o mais importante, o fato de o amor nos deixar mais forte, ser a nossa arma mais poderosa.
Enfim, eu acho que  oque eu devia falar é, eu entrei em mundo tão maravilhoso <3 A história está amadurecida, a forma da Cassie escrever pelo menos pra mim, mudou. Eu não sei se é porque os outros livros eu li quando eu tinha 16/17 anos, ou realmente aconteceu isso, mas sinto a mudança. Posso dizer com certeza que foi uma leitura vitorioza pois amei a história e mesmo demorano (ATÉ PORQUE LI EM INGLÊS NÉ, NÃO É FÁCIL) você se envolve, se apega, e cuidado com isso, Cassie não mudou o fato de adorar te iludir, e de te fazer de trouxa! E se Prepare porque vai shippar até a parede com a taça de vinho. Dica de amiga.

You Might Also Like

10 comentários:

  1. Sua lacradora que joga na cara da gente que já está adiantada nas loucuras da Cassandra kkk.
    Confesso que não li o post todo por medo de spoiler.
    E geeeente essa capa é tão demais. }9dane-se o português kkk)

    Beijos diva adiantada.

    Blog Okay - http://goo.gl/543XMQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rindo eternamente kkkk Cassandra Clare e suas loucuras é sempre minha prioridade kkk
      Sou apaixonada por essa capa, preciso muito do livro físico para concretizar meu relacionamento sério com essa capa kkk. Beijos Ana.

      Excluir
  2. Eu estou mega curiosa para ler esse livro, sério. Agora então, depois de ler sua resenha, estou quase surtando hahah. A capa também é maravilhosa! Tia Cass sempre deixando a gente no chão!!
    Ele parece ser aquele livro que mesmo que a pessoa goste ou não do gênero, deveria ler... Enfim, amei a resenha e a sua escrita <3

    xoxo
    Fora do Contexto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaís concordo contigo, é um livro que não importa, você vai gostar de conhecer os personagens, a trama, a mente humana... Muito obrigada pelo seu retorno positivo à resenha (: beijos querida.

      Excluir
  3. Saudações Lady,
    EU ESTOU MORRENDO POR CAUSA DESSE LIVRO - MORREEEEEENDO
    Quero, apenas quero e preciso!

    Venha visitar o Castelo
    Att Ana P. Maia ♛ The Queens Castle

    Resenha: Trevo de 4 Folhas
    Leituras prioritárias pós-Bienal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é perfeição pura querida rainha. E concordo, você PRECISA ler ele. kkkkkk

      Excluir
  4. PEQUENO AVISO! NÃO LI A RESENHA, POR QUE NÃO POSSO RECEBER NENHUM SPOILER OU MORREREI DE CHORAR, HAHAH!

    Ando correndo a todo vapor quando vejo algo relacionado a esse livro! Meu Deus, preciso lerrrr!

    Estou mega ansiosa, acho essa capa DIVA, e preciso!

    Beijos,

    http://tordodemorango.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh Midian, melhor não ler mesmo kkkkkk vai que tu me espanca depois né. E Tu vá pegar esse livro pra ler garota, sério, ele é lindo *=* Beijos

      Excluir
  5. Amo profundamente essa mulher, essa tal de Cassie escreve como ninguém <3
    Estou pirando para ler esse livro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiaiai Stella, tem que ler! É simplesmente perfeito <3

      Excluir