LDS,

Resenha: Capitães de Areia

sábado, junho 07, 2014 Imperio Das series e livros 4 Comments

Resenha por: Isabella Fernandes

Em Capitães de Areia, Jorge Amado retrata meninos abandonados que roubam para sobreviver em Salvador (1937). Nesse livro encontramos uma forte critica social, em relação ao abandono e mal tratos ás crianças e ao governo, por mais que seja uma critica a leitura é mais leve em exceção durante as cartas de redação no Jornal da Tarde a qual o chefe da policia fala sobre os roubos e os capitães de areia. Jorge Amado soube bem criar cada personagem, Bala, Professor, Perna Manca, Boa Vida, Gato, Dora... cada um com sua personalidade e função e também soube criar um romance leve com drama. Como de Gato com a tal prostituta e Bala com Dora. E um vilão também é a varíola que na época atacava e matava muitos e foi por causa da tal que me tirou muitas lágrimas durante a leitura.
O livro é meio sem enredo, só retratos como no O cortiço mas para quando Dora chega, que é quando começa um novo romance e um laço entre eles, pois ela foi como uma mãe para os meninos, mais ou menos com Wendy com os meninos perdidos em Peter Pan.
Na Era Vargas muitos exemplares deste livro foram queimados por criticar o governo. Na época era algo muito forte, e inaceitável.  O livro também tem o filme que diferente de muitos filmes de literatura brasileira não é parado e é muito bom para pessoas que não conseguem ler esse livro até o final (e olha que quem começa e vai até a metade, não deixa de terminar) ai fixa na mente sobre o livro, mas também para todos, ler o livro e assistir o filme é uma boa viagem ai, para uma ótima literatura brasileira. 
Galera que vai prestar ENEM, Fuvest e outras Faculdades e quer passar, leia Capitães de Areia por que é cheio de cair sobre o livro, sobre a narração lirica dele, sobre o autor e tenho certeza que se ler vai ser fera na prova. Essa foi mais uma leitura da escola, para a prova final do segundo bimestre, e depois que comecei, terminei em duas noites e ainda assisti e amei o filme.

21º livro do ano.
Desafio 52 livros em 52 semanas +
10 culturando

You Might Also Like

4 comentários:

  1. Como eu amo esse livro, também chorei horrores!
    Acho que foi a única leitura que realmente gostei na minha época de vestibular.
    Parabéns pelo Império!!!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu já li esse livro, ele é maravilhosos!
    Parabéns pela resenha bjs *-*

    ResponderExcluir
  3. É um dos livros brasileiros que li para a escola e deixaram um marca permanente sabe?
    Ainda lembro de alguns detalhes (e de ter chorado rios!)

    A Rainha, Ana P. Maia ♛ - Venha conhecer o Castelo!
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca consegui gostar muito de Jorge Amado. Acho os romances dele pesados, e realistas. Te parabenizo por ter lido o livro todo. Admito que somente li resenhas dele, e nunca me interessei pela história.
    Gostei da sua resenha por que você se esforçou em pesquisar o contexto histórico da época em que foi escrito. Geralmente não vejo isso nos outros blogues.
    Beijos.

    ResponderExcluir